Premium Contabilidade Assessoria e Auditoria

Contabilidade no Distrito Federal

Abertura de Empresa

Reestruturação e Recuperação da Empresa

Os caminhos para a salvação de negócios à beira do desastre.

 

1.INTRODUÇÃO

 

Sob as óticas administrativa e jurídica, os meios para se livrar empresas decadentes do desastre econômico se assemelham quanto aos métodos e aos objetivos: em ambos os casos, os passos a serem dados exigem a fuga à negação da real situação da empresa, um cuidadoso e realista plano de negócios capaz de convencer credores, investidores e, quando for o caso, operadores da justiça de sua viabilidade, a efetiva tomada de posição rumo ao combate aos motivos que a levaram a tal estado e disposição para assumir os altos custos, materiais ou imateriais, exigidos para a batalha adiante.

 

 

 

Este trabalho visa trazer uma visão compilada, e ainda assim útil, aos que se debruçam sobre este aspecto delicado da vida empresarial, juntando sugestões tanto de ações administrativas fundamentais ao reerguimento de um negócio, quanto de caminhos e cuidados na esfera legal, exigidos para o sucesso de empreitada tão complexa, arriscada e desafiante.

 

Espera-se, como resultado, não apenas a recuperação da empresa com seu status anterior, mas antes, a renovação desta, de sua visão e valores, de sua prática cotidiana, de sua política de atração e manutenção de colaboradores, colocando-a em condições de competir em alto nível num mercado extremamente exigente, de alcance global.

 

Almeja-se, ainda, a valorização do negócio, de sua imagem, de seus ativos materiais e imateriais, dos talentos que juntam forças em seus quadros, de modo a permitir no futuro a sua perenidade ou, se for o caso, sua alienação por valor superior àquele que tem a empresa no momento de maior dificuldade, ou ainda o despertar de interesse em novos investidores e parceiros.

 

Esperamos que o contato com este trabalho estimule muitos a se valerem das ferramentas e orientações aqui trazidas para o sucesso de seus negócios e de seus clientes, estejam em qual fase da vida estiverem ou qual o tamanho da empresa, criando e mantendo riqueza e empregos para a sociedade, de forma consistente, permanente e ética.

 

Os conceitos de reestruturação e recuperação no âmbito deste trabalho

 

Os termos reestruturação e recuperação são muito comuns e, de certa forma, transmitem ideias com as quais estamos familiarizados. Para os objetivos deste trabalho fazemos uma redução de seus significados, de modo a tornar mais acessível sua compreensão.

 

Começamos pela reestruturação: o termo do qual deriva esta palavra, estruturação, é a ação de firmar as bases sobre as quais algo será construído.

 

No caso específico dos negócios, estruturar compreende desenhar a configuração de estratégias de mercado (necessidades identificadas e soluções criadas para atendê-las), plano de negócios (o que precisamos, como e quando, para iniciar e manter nosso negócio) reunião de recursos materiais (dinheiro, bens de capital, instalações físicas) e, o que torna tudo o mais possível, a busca por pessoas com talentos, capacidades, formação, disponibilidade e comprometimento com a visão de negócio que criamos.

 

Se falhamos ao estruturar nosso negócio, deixando de atender a alguma ou algumas das necessidades acima, ou se, embora tendo iniciado da maneira correta, eventualmente nos perdemos ao longo do caminho, causando o comprometimento do sucesso do negócio, o caminho para chegar ou retomar o rumo correto passa pelo refazer os passos iniciais necessários. Daí chamarmos este processo de reestruturação.

 

Caminho parecido se apresenta no caso da recuperação de um negócio. Também aqui se faz necessário relançar as bases sobre as quais este se sustenta, porém, em grau mais agudo. 

 

Enquanto na reestruturação o negócio está comprometido, este comprometimento ainda não é tão profundo, permitindo que ações tomadas unilateralmente pela empresa sejam capazes de reerguer o negócio e torná-lo viável.

 

No caso da recuperação, o negócio está à beira da total inviabilidade, exigindo medidas drásticas e de sucesso mais duvidoso para a salvação da empresa. Tanto é assim que se criaram inclusive instrumentos legais para disciplinar as ações neste processo. A Lei 11.101/05 cuida das regras para a efetivação da recuperação de empresas, quer judicial, quer extrajudicialmente, estabelecendo as condições em que estas ocorrerão e fixando, inclusive, a conversão em falência, nos casos de fracasso das medidas propostas para a salvação da empresa nos planos de recuperação apresentados aos credores e à Justiça, quando for o caso.

 

Note-se que aqui, na recuperação, é imprescindível a aceitação e cooperação dos credores para o sucesso do plano, e o risco de quebra é bastante alto em caso da falhar o plano apresentado.

 

Premium: Contabilidade, Assessoria e Auditoria
Setor Comercial Sul, Quadra 01, Bloco "i", Salas 702, 703 e 704, Edifício Central, Asa Sul, Brasilia, DF 70304-900
Tel.: (61) 3964-9328 / 3244-4605 / 3224-4041 / 99279-1914 (claro)