Premium Contabilidade Assessoria e Auditoria

Contabilidade no Distrito Federal

Abertura de Empresa

Gestão empresarial num cenário de juros menores


Os juros menores também significam dinheiro mais barato para os investimentos produtivos, estimulando as empresas à expansão

 

A acentuada queda da taxa básica de juros, a Selic, verificada no Brasil desde 2011, quando saímos de um índice de 12,25% ao ano, em agosto, para os atuais 7,25%, torna ainda mais necessária a eficácia na gestão da empresa. Se antes era possível engordar o lucro com aplicações financeiras, agora o rendimento ínfimo torna muito mais atrativo investir mais no core business, no bom desempenho operacional e econômico da empresa e no crescimento das margens de lucro advindas de sua produção e/ou serviços.

 

Os juros menores também significam dinheiro mais barato para os investimentos produtivos, estimulando as empresas à expansão, modernização de equipamentos e tecnologia e outras melhorias no aprimoramento de suas atividades. Tal possibilidade também se reflete positivamente na satisfação dos clientes e consumidores, propiciando aumento de vendas. Abre, portanto, a possibilidade de um círculo virtuoso, com o qual todos ganham, considerando que quanto mais as empresas crescerem, criarem empregos, gerarem renda e recolherem impostos, maior será a expansão de nosso PIB e mais rápida nossa caminhada ao desenvolvimento.

 

Entretanto, para que tudo isso seja viabilizado, é imprescindível que os empresários aprimorem cada vez mais a administração de todos os itens que compõem as atividades-fim e as atividades-meio de uma empresa. Produtividade, custos, equilíbrio financeiro e dos fluxos de caixa, contabilidade correta, pagamento de tributos, recursos humanos, qualidade e bom atendimento devem ser otimizados. É importante ser realista e crítico nas negociações com fornecedores e clientes e nas tomadas de decisão, trabalhar sempre com planejamento.

 

A falta no controle dos processos, ou pior, a ausência dela poderá ser fatal aos empresários. Agora, o empirismo definitivamente precisa ser abandonado. É hora da eficiência! Anos de juros elevados levaram muitas empresas a se acostumarem com o ganho no mercado financeiro, relevando a administração eficiente do seu negócio. Neste momento, é muito importante adotar novas posturas ante a transformação da economia brasileira. Estamos quase com pleno emprego, numerosos segmentos mercadológicos aquecidos e com bom potencial de crescimento em 2013. Há oportunidades concretas para os negócios.

 

Constantemente, ouvimos comentários sobre as dificuldades que as empresas nacionais têm frente às estrangeiras, perdendo mercado lá fora e aqui dentro. Claro que esses problemas não serão solucionados apenas com a melhoria da gestão empresarial, pois envolvem os obstáculos estruturais do País, como impostos elevados, burocracia excessiva e insegurança jurídica. Entretanto, organizar e gerenciar a empresa corretamente são grandes passos para o sucesso e expansão dos negócios, num cenário de juros mais baixos, e imensa contribuição à competitividade do País, que favorece a economia, o universo corporativo, a sociedade e cada cidadão!

 

Por: Roni de Oliveira Franco - Administrador de empresas, sócio da Trevisan Gestão & Consultoria e professor da Trevisan Escola de Negócios. 

http://www.jornalcontabil.com.br/

 

 

Premium: Contabilidade, Assessoria e Auditoria
Setor Comercial Sul, Quadra 01, Bloco I, Salas 702, 703 e 704, Edifício Central, Asa Sul, Brasilia, DF 70304-900
Tel.: (61) 3964-9328 / 3244-4605 / 3224-4041 / 99279-1914 (claro)