Premium Contabilidade Assessoria e Auditoria

Contabilidade no Distrito Federal

Abertura de Empresa

Porque algumas consultorias não geram bom resultado

Elaborar um serviço que atenda realmente as necessidades dos empresários não é tarefa fácil.

 

Há muito tempo atuo na Contabilidade, e a grande dificuldade é o cliente querer mais e mais,e ele está no seu direito, não discordo. Mas é difícil para uma empresa de contabilidade atender o cliente em muitas questões gerenciais e de organização. Não está no perfil da maioria dos escritórios de contabilidade. 

 

Para atuar no Planejamento Empresarial que é o meu foco hoje em dia, optei pela graduação em Marketing, e digo que essa foi a minha melhor escolha.

 

Complementou a minha visão e experiência com números, balanços, balancetes e análises de custos, com uma perspectiva de análises de mercado, de comportamento, estratégica, visão de crescimento e principalmente planejamento que considero a palavra chave para uma empresa.

 

Atender o mercado empresarial não é fácil.

 

Reconheço também que existe um lobby onde o profissional tem que ter pós graduação, mestrado, doutorado, MBA, especializações e certificações, ótimo, nada contra.

 

Mas realmente é necessário tudo isso? Temos o caso de David Portes, o David Camelô, que de dono de uma banca virou palestrante. E suas palestras são para empresários e estudantes de nível de superior. O que ele apresenta? Visão de mercado, iniciativa, vontade, capacidade de superação, simplicidade itens na maioria das muitas inibidos pela formação do profissional que acaba achando que tudo sabe, que os diplomas tudo resolvem, mas como sempre digo nos meus artigos: o que gere uma carreira ou um serviço é o mercado, não é a pretensão, desejo e formação, mas sim a lei de mercado. Se tem bom resultado, prático e objetivo, tem mercado, caso contrário não!

 

O David Camelô hoje é um case de sucesso, é palestrante, empresário, consultor. Simplesmente porque tem resultados.

 

Percebo que a formação acadêmica tal qual ocorre hoje, não possibilita um atendimento ideal ao empresário brasileiro. Falta perfil de empresário para os nossos formandos, como falar sobre algo que não se conhece as agruras, algo que não se vive?

 

A educação acadêmica está fora de sintonia com as necessidades do mercado. E isso reflete na prestação dos serviços de consultoria que imprime muita teoria e pouca prática.

 

Um exemplo, digamos que ao atender um cliente dono de uma pequena metalúrgica, o problema da empresa  seja de organização tecnológica: apresenta um site lento, poucas informações, sistema de backup de dados falho, máquinas lentas, software de gestão que não atende o que necessita.

 

Um consultor sem vivência poderia focar somente nesta solução: tudo novo, vamos investir, indicando as melhores tecnologias!

 

Mas isso não seria suficiente, seria necessário cuidar antes das pessoas, pois se a situação chegou ao ponto de constatarmos que toda a parte tecnológica necessita ser revista e analisada é óbvio que a empresa não tem ninguém “ligado” para solucionar o problema, então apenas colocar tudo novo não basta.

 

Esta é uma observação simples, mas que tem ocorrido de fato, e o resultado são consultorias que deixam a impressão que nada resolveram, mas sendo que apenas faltou um trabalho com a análise de um horizonte mais amplo.

 

Outro detalhe são trabalhos focados em vendas e motivação.

 

Antes de sair criando tabelas com metas, premiações e motivações, é necessário conhecer as pessoas envolvidas nos processos, pois um trabalho desses onde envolve vendas e motivação não é milagroso, a empresa que deseja este trabalho tem que oferecer aos colaboradores uma estrutura com condições físicas, tecnológicas e humanas para que o trabalho da consultoria se perpetue, e a tal motivação não se perca em um mês ou dois após a consultoria.

 

Antes do trabalho que envolve vendas e motivação é necessário uma análise de alguns itens prévios como: ocorre falta de engajamento com o propósito da empresa? Ocorre troca frequente de pessoal? A estrutura física e tecnológica da empresa é boa? A empresa inova?

 

Então onde está o erro? Porque algumas consultorias não geram resultados?

 

Não gosto de achar erros ou culpados, também não podemos basear uma consultoria nestes objetivos.

 

Mas o que percebo, eu cito logo abaixo:

 

1 – Formação acadêmica, fora da realidade da maioria dos empresários brasileiros.

 

2 – Consultoria sem perfil empreendedor e sem vivência empresarial.

 

3 – Falta de visão, com foco exclusivo no problema, onde não são realizadas análises prévias.

 

5 – Não é respeitada a cultura da empresa.

 

Mas então qual a solução?

 

1 – Conhecer a empresa antes de mais nada, conhecer as pessoas que administram esta empresa, a sua história, seus colaboradores, o mercado, concorrência, etc.

 

2 – Respeitar a cultura da empresa, sem choques de gestão, sem reengenharias (lembram que foi um modismo que causou muitos estragos?), fazendo um trabalho por etapas.

 

3 – Consultoria é fundamental, mas o Planejamento está a frente de tudo em termos de negócios. Visão de mercado, análise sistêmica, ter a mente aberta para novos conhecimentos e experiências também.

 

Autor: Alexandre Ferrão
Fonte: http://www.contabeis.com.br/

Premium: Contabilidade, Assessoria e Auditoria
Setor Comercial Sul, Quadra 01, Bloco I, Salas 702, 703 e 704, Edifício Central, Asa Sul, Brasilia, DF 70304-900
Tel.: (61) 3964-9328 / 3244-4605 / 3224-4041 / 99279-1914 (claro)