Premium Contabilidade Assessoria e Auditoria

Contabilidade no Distrito Federal

Abertura de Empresa

Acesso ao simples Nacional, até quando é vantajoso?

Simples NacionalFoi aprovada a Lei complementar nº 147, de 7 de Agosto de 2014, onde se estendeu o regime de tributação o SIMPLES NACIONAL para diversos setores de serviços, que até então, eram impedidos de enquadramento. São aproximadamente 140 novas atividades que poderão recolher seus tributos de forma unificada, dentre eles destacamos: de medicina veterinária, medicina, laboratórios, enfermagem, odontologia, psicologia, psicanálise, terapia ocupacional, acupuntura, podologia, fonoaudióloga, nutrição, vacinação, bancos de leite, fisioterapia, advocacia, arquitetura, engenharia, medição, cartografia, topografia, geologia, corretagem, jornalismo e publicidade, entre outras.

Entendendo o Simples Nacional

O Regime de tributação, denominado Simples Nacional, foi criado pela Lei Complementar 123/2006. Sua principal característica é reduzir a carga tributária para micros e pequenas empresas cujo faturamento não ultrapasse anualmente o valor de R$ 3.600.000,00.

O contribuinte recolhe uma única guia para pagamento, onde estão inclusos todos os tributos, sendo eles: RPJ, CSLL, PIS/Pasep, Cofins, IPI, ICMS, ISS e a Contribuição para a Seguridade Social destinada à Previdência Social a cargo da pessoa jurídica (CPP). 

Para a definição de quanto cada contribuinte deverá recolher, existe tabelas que determina o percentual de cada tributo. Neste caso, deverá se observado o total de receitas dos últimos dozes meses, e aplicar a alíquota correspondente.

Citamos como exemplo, uma empresa de Prestação de Serviços de Limpeza de Ar Condicionado, sua carga tributária conforme tabela aplicável varia de 6% para empresas que faturam até R$ 180.000,00 á 17,42% para empresas que faturam de R$ 3.420.000,00 á 3.600.000,00.

Novo regime aplicado ao setor beneficiado.

Após a alteração da respectiva lei autorizando vários setores de serviços a enquadrarem no simples nacional, logo de imediato surge o pensamento que terá redução da carga tributaria. Neste caso, primeira medida a ser tomada é realizar um planejamento tributário com um profissional Contábil, para ter segurança se terá ou não redução efetiva da carga tributária.

Os setores que estão sendo beneficiados pela nova lei, deverá utilizar a tabela VI para efeitos de cálculo, onde ela inicia com uma carga relativamente elevada de 16,93% para empresas que faturam de R$ 0,00 à 180.000,00.

Fonte:http://www.portaleducacao.com.br/contabilidade/artigos/58290/acesso-ao-simples-nacional-ate-quando-e-vantajoso#ixzz3eCNMZLyn

 

Premium: Contabilidade, Assessoria e Auditoria
Setor Comercial Sul, Quadra 01, Bloco "i", Salas 702, 703 e 704, Edifício Central, Asa Sul, Brasilia, DF 70304-900
Tel.: (61) 3964-9328 / 3244-4605 / 3224-4041 / 99279-1914 (claro)