Premium Contabilidade Assessoria e Auditoria

Contabilidade no Distrito Federal

Abertura de Empresa

Minha empresa, MEU dinheiro... Meu dinheiro, minha empresa...

Conforme a Resolução CFC (Conselho Federal de Contabilidade) n.º 750/93 - Art. 4º, “o Princípio da Entidade reconhece o Patrimônio como objeto da Contabilidade e afirma a autonomia patrimonial, a necessidade da diferenciação de um Patrimônio particular no universo dos patrimônios existentes, independentemente de pertencer a uma pessoa, um conjunto de pessoas, uma sociedade ou instituição de qualquer natureza ou finalidade, com ou sem fins lucrativos. Por conseqüência, nesta acepção, o patrimônio não se confunde com aquele dos seus sócios ou proprietários, nos caso de sociedade ou instituição (...)”.

Em outras palavras, o descumprimento deste princípio é nada mais nada menos do que misturar os valores (finanças) pessoais com a da empresa ou vice e versa. Ação muito comum entre alguns empresários, ainda mais quando se é um único responsável pelo desenvolvimento do mesmo. Coisas do tipo: pagar escola dos filhos, comprar uma roupa que achou legal no shopping, tirar o dinheiro do happy hour da sexta. Tudo isso de onde? Adivinhem! Isso mesmo, do Caixa da empresa, na hora que quiser, mas pode se pensar... “a empresa é minha, sou o dono e tudo que tem nela é meu,” correto? Em partes, realmente a empresa é sua e tudo que tem nela é seu (sua), mas a condução de um negócio, seja o ramo de atividade e tamanho do investimento que for não acontece assim, é preciso organização acima de tudo, planejamento e disciplina... Isso mesmo, DISCIPLINA; ao administrar uma empresa, precisa-se ter nos orçamentos uma parte destinada ao seu salário (pró-labore), claro que no começo é um pouco difícil, mas mesmo assim, estabelecer valores concretos e não toda hora que precisar de certo valor, ir ao caixa da empresa.

São retiradas não programadas como estas que levam o índice de empresas que fecham (quebram) antes dos seus 02 anos de abertura estar cada vez mais alto. Pela falta de um planejamento, então amigos leitores, se esta começando um novo negócio ou já está na área e quer ter sucesso, podemos de início seguir estes 05 passos abaixo (sabes que o tema é bem mais complexo do que parece):

1º Passo: Ter a ajuda de um profissional da área para orientar no trabalho financeiro, o Contador é a pessoa mais indicada para isto, pois além de conhecer a parte de gerenciamento, conhece a parte de tributação do nosso país e sua presença é qualquer área comercial é indispensável;

2º Passo: Fazer um levantamento das despesas do mês e o que sobra após o pagamento delas, para assim estabelecer uma retirada mensal... Precisamente no início;

3º Passo: Ter disciplina e não retirar mais do que o estabelecido inicialmente;

4º Passo: Preferível que a cada 03 meses (trimestralmente) se faça um levantamento de toda a movimentação do caixa, para ter um controle maior;

5º Passo: Se o empreendimento está dando resultados favoráveis (que bom), estabelecer um valor de reserva para investimento;

Como citei anteriormente, este assunto é bem mais complexo do que parece e sério também, mas bastam disciplina e perseverança que chegamos lá.

Fonte: http://www.contabeis.com.br/

Premium: Contabilidade, Assessoria e Auditoria
Setor Comercial Sul, Quadra 01, Bloco I, Salas 702, 703 e 704, Edifício Central, Asa Sul, Brasilia, DF 70304-900
Tel.: (61) 3964-9328 / 3244-4605 / 3224-4041 / 99279-1914 (claro)